(Histórias, memórias e………..)


Histórias, memórias e conspirações ocorridas na política brasileira no passado, na política brasileira, com reflexos e influencias no mesmo cenário contemporâneo.
Para aqueles que não consegue entender as intrincadas peripécias na política do presente, sugiro que veja com atenção e de preferência, todos os vídeos abaixo. E perceba a forte correlação entre o passado e o presente.
Entenda que embora tenha mudado muitos atores, a peça, o enredo e o roteiro continuam os mesmos, pois, figuras do passado continuam atuantes no presente com os mesmos resquícios nefastos do passado, e ainda, com forte influência nas decisões políticas do presente.
Tudo isso, porque a área do palco para encenação das peças políticas aqui no BRASIL, é muito vasta. Tem 8.500.000 K2 (oito milhões e quinhentos mil quilômetros quadrados) e nesse ambiente muito cativante e tentador muitos deles ocupam espaços estratégicos nos diversos postos e cargos que formam os poderes constituídos de federação. Daí a continuidade cíclica e viciosa, até que algo advindo de um comando SUPERIOR coloque ordem no sistema
Peço que veja os vídeos bem como outros sobre a política até então vivenciada, ouvindo outras personalidades para que não venham bater panelas sem o conhecimento básico necessário, e assim, não correr o risco de estar sendo aliciado em favor de interesses pessoais, grupais e até mesmo institucionais.
Essa prática, não raro, sutilmente agrega membros de seu meio com poder de decisão persuasivos em grupos partidários visando defender interesses não republicanos.
Assista os mencionados vídeos abaixo:

Histórias Contadas – Francisco Dornalles:
Memória política – Francisco Dornalles:


Tanabi, novembro de 17
De: Antônio Evangelista Neves

Deus é bom,…


Deus é bom, porém, o Diabo não é ruim.
Assim decidiu o STF ontem ao proferir sentença sobre o caso AECIO NEVES bem como para os demais correlatos privilegiados nesta Pais de desiguais, perante a já contestável lei expressa em letras minúsculas, e, não a LEI verdadeira no sentido SUPREMO da palavra.
Diante o ocorrido, o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL em suas decisões desprovidas de consenso  de unanimidade o que deveria  ser natural naquela SUPREMA CORTE,vem perdendo se já não perdeu, o significado intrínseco da letra S em sua sigla (S.T.F) a qual, doravante deve ser considerada e transcrita com ressalva: por exemplo “STF”, pois perdeu a supremacia pela qual penso ter sido a razão de sua existência, pois, para julgar o cidadão comum, ou seja, aquele a quem não lhe fora concedido o benefício do foro privilegiado, creio que quaisquer dos tribunais inferiores tem nas suas devidas instâncias, formação acadêmica suficiente para julgar com imparcialidade os casos insurgentes.
Quero com isso sugerir a desnecessária existência dessa instituição superior por se tornar inócua para os casos onde os crimes praticados poderão ser acobertados por interesses pessoais, fisiológicos, corporativistas e institucionais.
Veja matéria sugestiva publicada já há algum tempo sobre a citada instituição:  (Proposta para o sistema judiciário) LINK: http://www.redemidial.com.br/propostas-ao-sistema-judiciario/
Tanabi 12 de outubro de 17
De: Antônio Evangelista Neves.

QUEM É DEUS?


 Para mim, DEUS é a sempiterna energia que rege e nutre esse Universo o qual, devido a mossa insignificante pequenez o julgamos como ser infinito.
Até onde chega o nosso entendimento ainda em nossos dias, esse Universo é formado por diversos megas corpos e sistemas denominados entre os mais citados como; GALÁXIAS E SISTEMAS.
Por definição nós nos encontramos posicionados no Planeta Terra, que se encontra no SIESTEMA SOLAR, considerado como um sistema de quinta grandeza entre os tantos outros que se encontram classificados por ordem de tamanho e luminosidade entre a primeira e a décima grandeza e que juntos, formam a VEJA=LÁCTEA que segundo os relatos de fontes idôneas, é uma das bilhões contidas no Universo aqui mencionado.
Bem ficou aqui entendido que DEUS é a fonte de energia que nutre e rege esse Universo e dessa forma, parte dessa energia ELE até então, tem enviado para a VIA=LÁCTEA que por sua vez à distribui a todos os sistemas nela contidos, e esses, conforme suas ordens de grandeza irradiam na forma de luz e calor a seus planetas, que as assimilam na razão inversamente oposta à sua distância do centro da sua estrela regente que no nosso caso, é o SOL.
Sendo o Planeta TERRA pela ordem de afastamento o terceiro Planeta em órbita do SOL, e, a uma distância estimada de 150.000.000 (cento e cinquenta milhões) de quilômetros, recebe ele, uma quantidade significativa dessa energia que se não fosse a ação dessa tênue, mas eficaz atmosfera, a vida animal aqui não seria possível tal como ela é.
Sob essa tênue a atmosfera os vegetais são os principais conversores dessa energia irradiada pelo SOL, os quais, através do processo da fotossíntese tem propiciado a base e fonte da vida animal aqui na terra. Dessa forma, temos que ter a consciência que somos totalmente dependentes desses conversores primários. Pense nisso.
Com essa intuitiva tentativa sintetizada, porém, com o devido cuidado para não fugir dos conceitos e dados considerados como fidedignos, espero ter contribuído para que tenha uma noção diferenciada da participação de DEUS em nossas vidas desvinculada dos habituais conceitos doutrinais e dogmáticos sem, contudo, deixar de reconhecer a regência de um CREADOR SUPREMO sobre o todo até então admitido.
Todavia sugiro que assista o vídeo abaixo bem como outros correlatos devidamente elaborados, ilustrados e animados com o objetivo de formar de maneira didática, opiniões variadas sobre a formação de nosso planeta, bem como o surgimento dos seres vivos nele existentes sob o ponto de vista cientifico. Bons aproveitamentos.
Assista o vídeo abaixo:


Tanabi i2 de outubro de 17
De: Antônio Evangelista Neves

O que levou o Creador Deus……..




O que levou o Creador (Deus) crear o Universo tal como estimamos existir.
É notado mesmo pelos menos informados sobre o conhecimento em astronomia, que esse tal Universo e’ formado por bilhões de macros sistemas com diversas denominações, sendo a denominação (GALAXIA) a mais conhecida.
Dentre as bilhões delas, destacamos a VIA-LACTEA com bilhões de sistemas cuja classificação vai da primeira até a décima grandeza, que é o tamanho e grau de luminosidade da estrela que rege o sistema e nesse critério, o nosso Sistema Solar está posicionado como sendo de quinta grandeza.

Diante o exposto, vamos nos situar no então Sistema Solar reconhecendo a nossa insignificante pequenez diante do todo até aqui entendido.
Vejamos na ordem sequencial a partir do Sol, a Terra é o terceiro Planeta entre os oito até então por nós considerados, que reúne condições geofísicas e atmosféricas para existência da vida na forma que nos encontramos, dispensando, outras formas de vidas tais como organismos unicelulares, os quais parecem ter outras fontes nas suas origens, diferentemente das nossas para que tenham existidos e a continuar existindo.

Daí, deu para perceber que habitamos numa minúscula partícula cósmica num Universo que ainda pode e até mesmo deve ser parte de outro maior onde habita o SEMP-TERNO CREADOR.
Agora vejamos. A abordagem bíblica descrita em GENESIS, relata como se tudo tivesse começado a partir de ADÃO e EVA nessa minúscula partícula cósmica por nós denominada como planeta TERRA. E o restante das bilhões e bilhões de GALAXIAS e SISTEMAS, qual o propósito do CREADOR para com essa imensidão de corpos? Apenas para serem vistos a distância daqui da TERRA?
Não. Apenas não foi bem fundamentado ou cronologicamente posicionado o relato em APOCALIPSE 12:7-12, onde a narração discorre sobre a peleja entre DEUS e seus afeiçoados do primeiro escalão sob o comando do até então principal ANJO de luz, o qual tinha o privilégio de habitar junto ao SENHOR, além de ser portador dos poderes da onipresença e da onipotência outorgados pelo próprio DEUS.
Penso que essa peleja deve ter ocorrido antes da formação do planeta TERRA quiçá, até mesmo antes da formação desse UNIVERSO, pois, ouso a pensar que a existência desse UNIVERSO, se advém da necessidade do CREADOR ter que acomodar de alguma forma os seus anjos caídos após a derrota dos mesmos.

Dessa forma, parte deles vieram habitar na Terra se apossando dos seres até então aqui desenvolvidos, assumindo suas formas de acordo com suas conveniências até o surgimento do HOMEM como ser “humano” dotado do discernimento, porém, desprovido do conhecimento de sua origem, bem como do propósito de seu Creador para consigo, tornando assim, uma presa fácil para o ardiloso e experiente SATANÁS.
Na verdade eu chego a pensa r: será que o propósito de salvação tão propalado pelas diversas doutrinas seja realmente para nós seres materiais ainda desprovidos da espiritualidade? Ou estamos sendo utilizados por DEUS como uma forma para resgatar os seus ANJOS caídos? Afinal, eles já são espiritualizados quer sejam desde suas origens, ou já passaram por um processo probatório pelo qual ainda temos que sermos provados e aprovados para sermos espiritualizados e ainda, com uma enorme desvantagem, pois, afinal eles já habitaram junto ao ALTÍSSIMO e não foi aqui na TERRA.
É, diante o exposto, a nossa situação não parece nem um pouco confortável quando rememorados e avaliados os fatos ocorridos durante a nossa recente trajetória rumo ao desconhecido e ainda, com o opressor nos acuando.
De uma coisa eu tenho a certeza, para que tenhamos chance simplesmente não basta DEUS ser misericordioso, ELE terá que ser misericordiosíssimo para nos encontrar aqui na Terra.
Acreditar que um dia ELE deu seu único filho para ser amaldiçoado, sofrer e morrer por nossa causa, isso foge à minha compreensão, pois, estaria ELE ignorando o restante do UNIVERSO em favor do planeta TERRA? Será que valeu a pena? Creio que não.


Por: Antônio Evangelista Neves.
Tanabi,26 de julho de 17.

BOMBA CUNHA CONTA QUEM E QUANTO RECEBEU PARA VOTAR PELO IMPEACHMENT DE D...


ERRO NA VOTAÇÃO DO IMPEACHMENT PODE TRAZER DILMA DE VOLTA


STF PODE ANULAR IMPEACHMENT


Página inicial Postagens mais antigas